terça-feira, 1 de maio de 2012

Bom dia caros amigos O titulo desse post e fotos e toda materia foi feita em conjunto com a Doris Schwartz do grupo Esporte Motor "NADA PODERÁ ME SEPARAR DO AMOR DE DEUS" - Ayrton Senna
Faz 18 anos que perdemos o Becão (Ayrton Senna), piloto de habilidade fantástica considerado um dos melhores do mundo esse foi Senna um gde piloto nas pista um carismático piloto fora dela!
Quando comecei ver corridas da F 1 foi 1975 no colo do meu pai numa Tv Branco e preto e em 1978 vim entender que era corrida de F1.Bom em 1982 perdi meu primeiro Herói Gilles Villeneuve foi uma dor diferente da do Becão pois o Becão era nosso nascido em São Paulo como eu Becão parecia aquele cara da turma que super certo cara que andou junto com vc de carrinho de rolimã era assim que via o Becão!!!!
O tricampeão mundial de Fórmula 1 em 1988, 1990 e 1991, que havia largado na pole position do GP de San Marino, em Imola, sofreu uma quebra na barra de direção de seu carro e passou reto a mais de 300km/h na curva Tamburello. Ele bateu com seu Williams no muro de proteção. Sua morte foi confirmada horas depois, no Hospital Maggiore, em Bolonha (Itália). Ayrton Senna começou sua carreira no kart, aos 13 anos, e conquistou o título sul-americano em 1977, além do vice-campeonato mundial. Em 1981, Senna fez sua estréia na Fórmula Ford e conquistou o título na categoria logo em sua primeira temporada. Em 1982, ele foi para a Fórmula 2000 e terminou o ano como campeão inglês e europeu, além dos recordes de 21 vitórias, 15 pole positions e 21 voltas mais rápidas.
Antes de ingressar na Fórmula 1, Senna passou pela Fórmula 3 Inglesa, e conquistou mais um título. Na principal categoria do automobilismo, o tricampeão conquistou 41 vitórias e 65 pole positions, e é considerado um dos maiores pilotos da história da F-1.
"Ayrton tinha um carisma que Schumacher não foi capaz de transmitir" Bernie Ecclestone, chefão da Fórmula 1
Senna no GP de San Marino, em 1994 Além da competência nas pistas, Senna também ficou conhecido pela generosidade fora delas. Ele iniciou obras filantrópicas que deram origem ao Instituto Ayrton Senna, que hoje atende a cerca de 400 mil crianças e jovens em todo o Brasil. Viviane, sua irmã, toca o projeto desde sua criação.
Sua importância para a Fórmula 1 é resumida em uma declaração de Bernie Ecclestone, chefão da categoria. Segundo ele, Senna foi o maior piloto de todos os tempos, status do qual nem Michael Schumacher se aproxima. - Ayrton tinha um carisma que Schumacher não foi capaz de transmitir. Fernando Alonso ainda tem tempo para conquistar isso, mas ainda está muito longe de transmitir emoções parecidas às que Senna despertava nas pessoas – disse, em 2007.
Títulos na Fórmula 1: 3 em 1988, 1990, 1991 (todos com McLaren-Honda) Vitórias: 41 Pole positions: 65 Pontos: 614 GPs disputados: 161 GPs finalizados: 105 Pódios: 80 Voltas na liderança: 2.987 Quilômetros na liderança: 13.676 Total de voltas percorridas: 8.219 Total de quilômetros percorridos: 37.934 Largadas na primeira fila: 87 Vitórias com pole position: 29 Vitórias de ponta a ponta: 19 Voltas mais rápidas: 19 Máximo de poles conseguidas em uma só temporada: 13 (em 1988 e 1989) Pole positions consecutivas: 8, nos seguintes GPs: Espanha, Austrália, Brasil, San Marino, Mônaco, México e EUA (1988) e Brasil (1989)

6 comentários:

  1. Ótimo post do grande Senna. Parabéns!!!

    Milton Bonani

    ResponderExcluir
  2. Bom...vc esqueceu de dizer que Sivestone no tempo que o Ayrton corria de F3 ganhou o apelido de Dasilverstone!

    ResponderExcluir
  3. e vero mas fiz um apanhado dele na F1 depois vou fazer um da desde o começo do kart ate o fim da carreira!!

    ResponderExcluir